• Raquel Leão

Passo a passo para estruturar o mapa de coleção

O Mapa de Coleção é um guia com todas as etapas do desenvolvimento da coleção que devem ser seguidas até a sua produção. Cada coleção, por ser única, vai possuir o seu mapa, mas existem alguns fatores em comum entre todas.


No mapa, as etapas vão estar em ordem cronológica, bem descritas e, ainda, com referências visuais para que ele seja de fácil compreensão. Através do mapa é possível fazer uma imersão na coleção, tendo conhecimento de tudo que será necessário para o desenvolvimento dela, bem como poder controlar e revisar as etapas na medida que forem acontecendo. Seguir o mapa vai te ajudar a ter uma visão mais clara de todo o processo, bem como evitar a perda de tempo e de ter retrabalho por uma etapa não ter sido realizada corretamente. 


Como estruturar


Para criar o seu próprio mapa de coleção, você pode fazer de forma manual, ou utilizando ferramentas como Excel, Illustrator e, ainda, programas específicos desenvolvidos para esse fim. Independente do método, é muito importante que ele seja sempre revisitado e atualizado conforme alterações forem feitas durante o processo de desenvolvimento.


Mas quais etapas exatamente devem contar no meu mapa de coleção? Bom, como citamos anteriormente, cada coleção é única, mas de um modo geral, existem alguns tópicos que devem estar presentes.


  1. Público-alvo / Persona: Através de texto ou moodboards, identificar qual é o público/persona que essa coleção vai atender. Quanto mais detalhado melhor!

  2. Inspiração / Referências / Temas: Nessa etapa, você irá montar um moodboard com as referências criativas usadas como inspiração e apresentar as temáticas definidas pela equipe de criação. 

  3. Cartela de cores, de materiais e aviamentos: De forma bem detalhada, quais as cores (com os pantones), materiais e aviamentos usados em todas as peças. 

  4. Mix de produtos: Quais peças que fazem parte da coleção especificando os modelos e as quantidades. Ex: 3 blusas, 1 jaqueta bomber, 2 calças de alfaiataria, etc.

  5. Fichas técnicas: Aqui incluir a ficha técnica de cada peça desenvolvida para que ela possa ser acompanhada pela equipe de produção. 

  6. Cronograma de atividades: Definir com cada equipe envolvida no processo de desenvolvimento, quais atividades destinadas a elas, com especificações do que devem cuidar e prazos. Imagine situações hipotéticas para tentar prever contratempos.

Todos esses elementos formarão um painel (seja físico ou virtual) em que você poderá ter uma visão macro da coleção, antes que ela chegue as lojas. Com essa visão detalhada, você consegue ter ações preventivas, visualizar pontos falhos e ir trabalhando neles antes de produzir a peça, sem ser pego de surpresa. 


O mapa de coleção é uma ferramenta opcional para quem trabalha com desenvolvimento de coleção de moda. Ou seja, ele não é essencial, mas sim, pode te ajudar muito durante todo o teu processo. Analise o seu formato de trabalho, converse com sua equipe e discuta os pontos citado acima para ver se é viável ou não inserir essa etapa no seu desenvolvimento.


O que achou deste conteúdo? Na Use Fashion trazemos as informações que você precisa para criar produtos comerciais e campanhas assertivas o ano todo. Quer saber como podemos te ajudar ainda mais? Fale com a gente, é só clicar aqui!


USE FASHION

AJUDA

CONTATO

+55 11 4858-9425

contato@usefashion.com

FIQUE SEMPRE ATUALIZADO

com nossas newsletters semanais

  • Facebook
  • Instagram
  • Black LinkedIn Icon
  • Pinterest