Balanço SPFW: Dia 04

Atualizado: 2 de Dez de 2019

O quarto dia do São Paulo Fashion Week contou com mais sete desfiles, com destaque para as marcas emergentes que estão em suas primeiras apresentações no evento. Confira abaixo o que inspirou cada coleção.


Aluf (Projeto Estufa)


Em sua segunda apresentação no SPFW pelo Projeto Estufa, a marca minimalista Aluf usou o conceito de Inconscientes Coletivos do psicanalista Carl Jung. Essa inspiração foi refletida principalmente nos materiais, que exploraram a transparência de diferentes formas, ora através de organzas de seda, ora em bordados e aviamentos feitos de vidro. A coleção também trouxe a primeira estampa da marca, que ilustra o reflexo da luz na água.



Victor Hugo Mattos (Projeto Estufa)


Enquanto a Aluf se destaca pelo minimalismo, a marca homônima de Victor Hugo Mattos tem chamado atenção justamente pelo o oposto, o maximalismo. Os headpieces, colares e body jewellery criados pelo designer, agora são acompanhados por peças de vestuário, tão decoradas quanto os acessórios. Além disso, nessa temporada, eles são trabalhados em uma cartela mais fechada e escura.


Cacete Company


Inspirado no “culto a tecnologia” que vivemos atualmente, a segunda coleção da Cacete Company no SPFW trouxe uma cartela neutra, composta apenas por preto, branco e marinho. Ao mesmo tempo, o estilista apostou em uma gama extensa de materiais. Esses incluíram veludo, seda, sarjas, tricôs, nylon e muitos outros. A inspiração do streetwear, que faz parte do DNA da marca, continuou presente, notada nos conjuntos tracksuit e nas silhuetas